Potter In Belém


Jagua in Belém

Olá amigos!

Como vocês estão?

Pois é… mais que nunca, está ficando complicado postar longos textos pelas bandas de cá… o trabalho está apertando e tenho chegado em casa chapado de tanto ficar no computador… rsrs

Até MSN e Orkut têm ficado de lado… já que minha nova moda é o bom e curto Twitter!

Sim!!! Agora sou um Potter Twittador… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Segue aí… www.twitter.com/potterinbelem … follow me, please! rsrs

Pois bem… além de ser um Potter Twittador, agora sou um Potter visitado!

Sim!!! (muito gay isso, não!?) Recebi duas visitas de cumparsas das bandas daí…

Primeiro, veio a Natália… cumparsa aeromoça da TAM que deu o ar da graça pelas bandas de Belém três semanas atrás…

Apesar de não ter me dado a atenção devida (Uhmmmé! = Mostrar a língua), a visita dela foi um alento dos bão e velhos tempos de Suzano/Sampa, que por agora está quase naufragando, né!? rsrs

Da próxima vez, dê um pouco de atenção para o seu pobre amigo paraense… Snif! Snif! Snif! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Eu sei! Não combino com o estilo carente… não tentarei mais ludibriá-los com essa fraca performance non-like Shakespeare…

Brincadeira… fiquei muito feliz em lhe ver, Zé! rsrs

Já semana passada, recebi a visita da Carol, vulga Jaguatirica!

Pois é… ela foi a primeira lou – OPS! – amiga que teve culhões para pagar R$674,00 pelas passagens de ida e volta! Congratulations e palmas pra ela! Clap! Clap! Clap! (If you’re sexy and you know, clap your hands…)

Pensando e considerando sinceramente isso como sincera prova de culhonisse (!?), decidi que faria da semana dela uma semana dukaraio (marca registrada pelo Duka, o maior biba insano crazy motherfucker de todos os tempos rosas-choque)…

Elaborando como fazer uma semana dukaraio, decidi que a melhor forma de fazer isso seria levando a Jagua pra passear em lugares que não existem pelas bandas daí, ou que pelo menos não sejam tão bons ou styles quanto os das bandas de cá.

Assim, logo no primeiro dia levei ela pra Casa das 11 Janelas, que fica no Complexo Feliz Lusitânia… Esse lugar é show! Tem um forte abandonado, uma praça com a estátua do Papa XYZ (não sou católico… nem corintiano), duas igrejas (uma que é a da Sé, mostrada abaixo) e a tal da Casa… que é uma construção antiga que foi transformada em bar/restaurante requintado e muito bem frequentado, tanto que fui lá! KKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Interior da Casa das 11 Janelas

Claudinha

Alê

Jagua

Luis e Potter, ouvindo Classic Rock (KKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Mentira... era Sertanejo... rsrs)

 A zuera foi muito boa… comemos, bebemos, dançamos Pop-Rock, Sertanejo (ai que vergonha!) e Carimbó… além, é claro, de brincar de Pega-Palito de bêbado… rsrs

Pega-Palito de Bêbado... rsrs

Depois dessa farra, é claro que o corpo responde… e respondeu com uma leve e chata ressaca de sabadão pós-sexta-feira-em-que-fiz-mer&$.

Pra não dizer que não falei às rosas (sim… cometi esse sacrilégio e troquei “das” por “às” porque afinal… Mas que bobagem… As rosas não falam… simplesmente as rosas exalam o perfume que roubam de ti, ai…) levei a Jagua pra conhecer a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, santa reverenciada no Círio de Nazaré, maior festa religiosa do mundo (xupa Meca!)…

Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

Eu pessoalmente nunca tinha entrado lá (não sou católico… nem corintiano (2)), mas devo confessar que estava perdendo uma visão linda… digna de fotos, comentários e admiração… mesmo daqueles que não são católicos… nem corintianos… rsrs

Interior da Basílica

Saída da Basílica

Teto da Basílica

Altar

Daí pra frente, curtimos o restante do sábado em casa… assistindo filmes (ela dormiu, eu assisti).

Já no domingão, a coisa foi diferente… acordei malandrão e 0 bala! Já liguei pro Capixaba, vulgo Gleidson, e tocamos nós 3 pra Praça da República.

Jagua Robert na Praça da República

Esqueci o nome desse lugar... rsrs!

Como eu disse, todo domingão cedo rola música regional e rock, um monte de barraquinhas vendendo desde muamba até artesanato local e, claro, quiosques vendendo goró e comidas diversas. Como não sou de ferro… comi um churros! (Ah!!! Pensou que eu já ia beber, né!?)

Praça da República

A Jagua se divertiu muito… e gastou muito, deixando-me mais pobre (ainda não posso falar “menos rico”), porém, fazendo a alegria posteriori da Ana Clara, sua filha… o que já me deixa muito mais feliz também… rsrs

Não... esse não foi um dos presentes da Aninha...

Para não perder o costume, paramos depois no Bar da Praça, um espaço bar onde tomamos a boa e local Cerpinha, vulga Cerpa Export, e encontramos velhos conhecidos da Nação como Muricy Ramalho e Belchior… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Ah! É Muricy!

Achamos o Belchior!!!

Já a noite, fomos dançar um Carimbó no Mormaço… mas acabei ficando sentado porque fiquei com um pu%$ febre do cara#%… Já a Jagua, a Claudinha e a Alessandra… vixi! Sobrou nada de tanto dançarem… rsrs

Caminho para o Mormaço

Rio Guamá visto do trapiche do Mormaço

Galerinho no Mormaço

Chegando novamente à semana, tiramos a segunda-feira para descansar a little bit

Já na terça, resolvi levá-la à Estação das Docas, que é uma parte de porto que foi revitalizada e transformada em ponto turístico com bares, restaurantes e lojas de roupas e produtos regionais.

Alameda da Estação das Docas

Interior da Estação das Docas

O legal é que às terças, quartas e quintas, rola um rodízio de comida, refri e chopp no Amazon Beer, que produz seu próprio chopps… ou seja, pode beber e comer a vonts das 18h30 às 21h00 por R$26,00, preço legal pela festa proporcionada… hehehehehehehehehehehehe!!!

Jagua e os Tanques Sagrados do Amazon Beer

Novamente, assistimos um filme na quarta… (2012 é meio forçado, não!?)

Já na quinta-feira, decidimos ir no Dom Espeto, barzinho que toca um Sertanejo supimpa na cia de Capixaba e Mineiro, vulgo Anderson, brother também cachaceiro do MBA… rsrs

Potter and Jagua

Breja vai, breja vem… e a Jagua ficou exagerou no goró e passou deverasmente mal durante toooooda a sexta-feira… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! (Váááááááárias histórias engraçadas! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!)

Jagua e Mineiro... olha o grau do povo!

Sexta-feira, fizemos um rolê família e fomos celebrar a formatura da Adrianne, amiga minha da BR… Jagua estava ainda muito mal, e se comportou como jaguatiricas adestradas… hehehehehehehehehehe!!! (*risada diabólica)

Capixaba e Jagua no grau... rsrs

Enfim… chegou o dia da pegada loka do dinossauro (!?)… Sabadão!!!

Primeiramente, para forrar o estômago, almoçamos familiarmente no Picanha & Cia, churrascaria muito boa de Belém… eu, Jagua e Capixaba… Depois, já emendemos e fomos para a Casa do Gilson, ouvir um Sambão raiz daquele de levantar a galera.

Casa ou Bar do Gilson

 

Jagua Sambando

E nisso, lá vai breja…

Sambão Comendo Solto!

Nem preciso dizer que eu e o Capixaba saímos devidamente calibrados… já a Jagua, bebeu leite porque estava traumatizada com a Quinta-Feira fatídica (Vingança é um sentimento concretizado bão demais… rsrs).

A minha sorte é que tomei um Tacacá dos bons, que ajudou a baixar o álcool… já o Capixaba, xiiiiiiii…

Tacacá

Não satisfeito com a zuera, o Capixaba resolveu pegar um Pagadão no Piriquito Yellow, casa de Pagode simples, mas que junta uma galerinha legal até.

Piriquito Yellow

Como eu já estava só o pó de cana e cansaço, resolvi ir embora cedo com a Jagua…

O Capixaba??? Transtornado, ainda emendou outra balada sozinho… chegou em casa e não se lembrou de nada! KKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Esse Capixaba é fo#%!

Tristemente chegou o Domingo, dia de retorno da Jagua… como ela viajaria pela tarde, resolvi deixar o melhor para o final… e levei-a para o Mercado do Ver-o-Peso.

Mercado do Ver-o-Peso

Mercado do Ver-o-Peso

Mercado do Ver-o-Peso - Mercado de Ferro

É muito divertido ir nesse mercado… tem de tudo! Desde coelhos até mandingas pra macumba… passando por essências, peixes, camarão, frutas, castanhas, muambas e etc… é de fato a feira mais popular do norte do país.

Jagua Toda Toda... rsrs

O mais engraçado foi ver a cara da Jagua… se divertindo comprando “cheiros” de todos os tipos como “Mil Homens”, “Afasta Sogra”, “Traz Dinheiro” e etc… rsrs

"Garrafadas"

Existe "garrafada" pra tudo!

Enfim… como tudo que é bom, essa semana de visita teve fim…

Gostaria de agradecer muito por ela ter vindo chacoalhar a calmaria da minha vida em Belém… ri horrores (principalmente Quinta-Feira!), diverti-me muito e, também, visitei locais de Belém que talvez não teria coragem ou ânimo para ir sozinho.

Jagua… você estará nas lembranças da minha vida em Belém.

Espero que tenha gostado dessas férias! rsrs

E agora??? Quem será o próximo lou – OPS! – amigo(a) a vir me visitar, hein!? HEIN!? HEIN!?

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

O convite está feito!

Abraços…


Marley is my Santa Claus

Salve amigos!
Tudo bem com todos?
De fato os posts têm se tornado mais escassos… mas volto a dizer, meu tempo também ficou mais escasso…
Fiz alguns bons passeios nesse tempo em que não postei… experimentei coisas que há tempos não experimentava e descobri que já estou adaptado, porém, ainda não pleno com a vida que tenho levado aqui em Belém.

Sexta-feira antes do Natal… estava de buenas em casa, derivando em meus pensamentos quando a Flavinha, amiga do MBA, convidou-me para ir numa festa gringa da Unimed para os médicos associados de Belém… até aí, tudo bem, porém, mal imaginava o que estava por vir.

Potter e Flavinha

Lá cheguei, ambiente requintado e plus, e lá foi breja pra dentro do fígado… horas depois, eu já alegre e falando coisas para o garçom do tipo “Sêo fdp! Está querendo me deixar bêbado, né!?” (duas classes que costumam pegar bem comigo… garçom e traveco! Ui!!!), quando de repente, chega a surpresa…

OLHA O CALYPSOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!

Sim meus caros! Calypso ao vivo e a cores!

Nem preciso falar do alvoroço da galera… apenas ficarei no meu ponto de vista… don’t criticize me, please! Rsrs

Olha o Calypsoooooooooooooooooooo!!!

Joeeeeeeeeeeeeelma... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Nem preciso dizer que também dancei… DON’T KILL ME! DON’T KILL ME!!!

Mestre Chimbinha

Mas beleza… sobrevivi, acordei de ressaca e, enfim, consegui esquecer essa mer%$… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Na semana seguinte, mais um evento, dessa vez não alcoólico… a integração da BR aqui de Belém, um café descontraído e, acredite, por nossa conta.

Foi bem legal, a galera confraternizou, mas devo confessar que senti falta daquelas festas corporativas onde rola goró a vonts e todo mundo sai breaco a ponto de chegar com a cara amassada no dia seguinte… rsrs (se a carapuça serviu.. hehehehehehehehehehe!!! *risada diabólica)

Nhaaaaaaaam!!!

Galerinha show!

Galerinha show!

Acho isso um ponto forte daqui como já comentei antes… a galera é muito gente fina, receptiva, de fácil papo, enfim, sinto-me muito a vontade com todos e isso me ajudou na minha adaptação.

Para ajudar nessa minha adaptação serelepe (Ah! Seu garotinho serelepe! KKKKKKKKKKKKKKKK!!!), saí com a galera… fomos a um barzinho chamado Maricotinha. Esse é um dos lugares requintados de Belém, logo, não precisaria dizer que caro. O ambiente é deveras (rsrs) bonito e legal, sendo um local descontraído para um bom papo com a galera… mas devo dizer nada diferente do que se vê em qualquer  lugar de São Paulo.

Depois de ter atingido o Nirvana na confraternização, fui levado por um colega a uma balada chamada Parrilha, de música sertaneja. Nem preciso dizer que fui mais uma vez levado pela música que, devo confessar, não faz parte das minhas preferências. Essa balada é bem legal, mas cara (R$40,00, seco) e meio “high society” não sei se pelo fato de uma menina com voz “nojentinha” ter falado pra mim sem nem ter feito nada – “Só repare que tem um balde atrás de você!” – “Po$$%!” – minha mente disse – “Deve ser uma Patty baranga!” – ela completou, e nem olhei pra trás pra ver a cara da infeliz… rsrs

Tenho dessas… às vezes, uma coisa particular ruim acontece e todo o resto cai na mer%$… sou assim com lugares, trabalhos, pessoas e, sim, relacionamentos.

No dia seguinte, Natal! Sim! O Natal é uma data legal… comemos, bebemos, fingimos para nós mesmos que somos felizes e comemoramos sabe-se lá o quê que faça sentido nessa onda de dar e ganhar presentes… (nessas horas, o religioso torna-se secundário para a maioria)

Mas críticas a parte (dentro da qual me insiro), fui mais uma vez bem acolhido pela família do Sêo Walter, que me recebeu com grande entusiasmo e, claro, um belo banquete contendo Filet ao Molho Madeira (adoooooro!), bolo salgado, alguns quitutes e, para fechar, um belo bolo de chocolate.

Gisele e Junião

Marley

Marley is my Santa Claus

Obrigado pela acolhida!

Depois da ceia, fui com seus filhos e suas namoradas para a Praça do Carmo, local com cara de antigo e que reúne jovens na pós-ceia natalina. Lá ficamos, bebendo e conversando… foi bem legal, de verdade, e assim fechei meu Natal satisfeito, mas não pleno.

Mais um final de semana findado, lá estou eu mais uma vez na labuta… dessa vez, aguardando o tão desejado dia 31 quando mais uma vez voltaria para a velha, mal encarada, bucólica, mas amada Suzano, a Paris Brasileira… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Tudo na mais perfeita normalidade que a situação oferece… com destaque para mais uma ida ao Hotel Samaúma com direito ao maravilhoso Filhote com Muzzarella e Molho Branco (Sim! Virei fã… vocês também virariam com certeza!)

E lá os ponteiros do relógio giraram, rodopiaram ora mais rápidos, ora mais lentos, até o dia 30. Sem esperar nada, fui pego de surpresa por um convite para mais um “HH”, dessa vez na Estação das Docas, lugar turístico bem frequentado de Belém. Como bom “fazedor de nada”, aceitei  o “desafio doloroso”… rsrs

Estação das Docas

Enquanto o rodízio (R$26,00 com direito a mesa com “n” rangos, refri e chopps a vonts) não começava, resolvi ir ao Mercado do Ver-o-Peso, que fica ao lado. A intenção era comprar as castanhas (Latom, sorry!) e, quem sabe, um pedaço do famoso Filhote, para fazer bonito na churrasqueira do meu tio no Ano Novo e também cia no isopor ao Açaí anteriormente comprado… mas acabei levando somente as Castanhas-do-Pará e de Cajú, que fez a felicidade de muitas pessoas (Muuuuuuitas de verdade!)  durante minha ida à Sampa, porque disseram que com a minha cara de turista, poderia ser infortunamente ludibriado por um vendedor e acabar levando um peixe (Gato… não! Brincadeira! Não me lembro o nome!) por Filhote, não de lebre. FDP! rsrs

Passado tudo isso, fui para a casa, viajei para SP e lá cheguei na santa paz de Deus.

Talvez pelo pouco tempo de estadia em Belém ou, melhor, pelas constantes idas à SP, creio que ainda não tive aquela experiência de achar tudo novo e diferente, mas sim, mais uma vez revitalizado e “revalorizado” pelo sentimento de estar novamente próximo do lar doce lar.

Assim, também mais uma vez fiz os “rolês” de sempre de ver a família e os amigos, de curtir amores e bons sentimentos e, finalmente, voltar para meu novo lar doce lar com sentimento de querer um pouco mais daquela rotina viciante chamada velha vida para a qual morri.

Mother Pâncio e Potter

Família reunida

Potter e Andressa

Saudades… mas sem tristeza, lágrimas ou, muito menos, devaneios sobre “se” e “mas”… apenas saudades na sua expressão mais literal e seca.

Cá estou no avião, de volta para minha casa, primeira casa, querida Belém (Sim! Querida e simpática Belém)… satisfeito coração na mão, mas ainda não pleno.

Abraços para todos que ficam e para todos que vêm!

Vem Jagua, vem!


PARÁ’S DICTIONARY – 3RD VERSION

Fala cambada!

Tudo de buenas pelas bandas daí?

Tudo de buenas pelas bandas de cá!

Poxa… hoje estou realmente chateado… pensei que iria para Manaus, mas nem… miou-se o que era doce.

Acho que todo mundo quer sair de Manaus… já que todos os vôos de volta até o dia 27/12 estão completamente lotados!

Vocês têm noção? Todos lotados independentemente do valor! Se eu tivesse um avião agora, faria o trecho Manaus-“Algum lugar longe de Manaus” e encheria o bolso de dinheiro… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Alguém poderia me explicar o porquê no futuro… mas dizem que Manaus é bonito, infraestruturado e tals… até ver com “mi ojos”, ficarei duvidando… hehehehehehehehehehehehehe (*risada diabólica)

Pois bem… frustrações a parte, gostaria de publicar dois novos vocábulos para vosso aprendizado:

Décima Palavra – FURRECA

Definição Formal do Vocábulo: Pelo Dicionário InFormal, significa coisa de qualidade inferior.

Definição Informal do Potter: Sei lá! Só me veio marreco na cabeça… rsrs

Comparativo paulista: Fulero; Zuado; Sem Graça; etc.

Aplicação:

Informal do Potter: “Nossa! Que mina zuada!” (Despeitado, depois de tomar um toco da menina!)

Paraense: “Égua! Que menina FURRECA!” (Amigo do Potter, depois de tomar um toco da mesma menina!)

 

Décima Primeira Palavra – ESCROTEAR

Definição Formal do Vocábulo: O Aurélio é civilizado.

Definição Informal do Potter: AH!!! Juro que eu não queria, mas sou obrigado… a primeira vez que eu ouvi essa palavra, a primeira coisa que veio na minha mente fértil (muito esterco nela) foi alguém batendo o escroto (vulgo “saco”) na cabeça de outra pessoa… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Que hilário!!!

Comparativo paulista: Nada melhor para definir essa palavra que “dar um esporro”.

Aplicação:

Informal do Potter: “Mêo! Vou dar um esporro naquele cara!”

Paraense: “Mas ééééégua! Eu vou ESCROTEAR aquele caboclo!”

Pois é gente… estava com saudades de postar… talvez estejam pensando… mas devo confessar que o trabalho já está tomando fôlego (graças à Deus!), a vida social já anda bem agitado (hê!) de tal maneira que tenho pouco tempo para escrever e, confesso, pouco conteúdo.

Pretendo ir à Praça da República no próximo domingo, aqui em Belém… lá é show de manhã! Rola goró, artesanato e rock and roll “dus bão”!

Quero tirar novas fotos para postar… aguardem!

Grande abraço amigos!


A MEGA HYPER ULTRA BLASTER TREND STYLE WEEK AT RIO

“Cidade Maravilhosa

Cheia de encantos mil

Cidade Maravilhosa

Coração do meu Brasil!”

 

Fala galera!

Perdões para aqueles que já não agüentavam mais o tédio dessas quase duas semanas sem postagem nesse ilustre blog… I´m sorry!

A razão desse atraso é que eu passei a tal da 1 semana no Rio de Janeiro… e digo de antemão… foi FO&$!!!

A semana retrasada já tinha sido meio movimentada… MBA, saidera com a galera, sábado no Bar do Gilson (sambinha raiz daqueles que até amaciam o fígado… BOM DEMAIS!), enfim, tudo aquilo que faz você ficar só o pó da rabiola, como diz a gíria. Porém, acordei no domingo com aquela vontade de curtir a viagem para o Rio de Janeiro.

Arrumei minha mala, coloquei a capa do Super Senhor do Bonfim (nunca se sabe quando os heróis devem entrar em cena!), juntei meu trecos e fui-me embora para o aeroporto…

Na minha mala, não pode faltar a capa do Super Senhor do Bonfim

Meus trecos... somente trecos...

Peguei o avião sussú relax… e depois de três horas e meia, lá estava eu no Rio de Janeiro, vulgo Riou de Janueirouuu para os gringos.

Saindo do Galeão, peguei um táxi até o Hotel Majestic, em Copacabana (ô trem bão!)… e aproveitei para tirar algumas fotos e fazer algumas reflexões…

Primeiras miragens da Cidade Maravilhosa... rsrs

Poxa! A primeira impressão que tive do Rio foi a de que realmente aquele lugar era diferenciado… a mistura de praia com morros em volta dá um plus na paisagem… ainda mais quando você avista o Cristo Redentor e o bondinho…

Mas de fato a presença das favelas no morro mancha um pouco a bela vista…

Falando em favela, achei uma delas estranha… imagine um morro onde todas as casas/barracos são azuis claras(os)… pois bem… descobri depois que era pra despistar a polícia, que só anda de fuzil pelas ruas!

Essa ainda não é a favela azul... mas dá pra ter uma noção olhando ao alto... It makes me sad!

PU#$ QUE O PARIU! Quem foi o mãe da foca que um dia viu charme na favela e no jeito malandro de ser!? O Rio de Janeiro é sim a Cidade Maravilhosa! Não podemos deixá-la na miséria da violência… vi crianças esmolando, roubando nos semáforos e cheirando cola nas ruas… isso somente em 1 semana de estadia… Poxa! Eu sei que isso existe em todo canto, mas não podemos nos isentar!

Ufa! Precisava desabafar…

Enfim… fora essas mazelas que vemos todos os dias nos jornais da vida… digo com todas as palavras que o Rio de Janeiro tem um clima diferente… tem uma mágica no ar!

Cheguei no hotel perto das 17h… mas ainda assim resolvi dar um pulo na Praia de Copacabana com o meu brother de Vitória que também está trampando na BR em Belém… e, como todo bom turista, resolvi tirar algumas fotos de recordação.

Sol... ilumine esse coração paulista!

Praia de Copacabana... show!

Essa eu achei demais!

Não sei por que, mas fiquei me sentindo com essas fotos… achei que ficou muito loko, enfim, acho que foi o bom humor da hora! rsrs

Assim como bom turista, sou também um bom cachaceiro… assim sendo, já corri pra tomar minha gelada e ver meu tricolor paulista… perder para o Botafogo! (momento down)

Ai que preguiçaaaa!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Depois dessa invejinha básica, vamos ao trabalho!

Minha presença no Rio de Janeiro se deveu à integração que todo novo colaborador deve passar… e a segunda-feira começou com nada menos que uma palestra do presidente da Cia!

Olha… não sei o sentimento da galera, mas o meu foi de orgulho pois ele gastou 40min conversando conosco sem pressa… enfim, doou seu tempo. Quem já vivenciou o mundo corporativo sabe que arrumar 10min com um gerente é tarefa quase impossível, logo, foi um momento especial e grato para mim.

Além disso, ouvi palavras dele e de diversos colaboradores com 20, 30, 40 anos de empresa, que me mostraram a sua grandiosidade… enfim, não à toa formamos a maior empresa do Brasil e uma das maiores do Mundo!

O sentimento que levo dessa semana de integração é que hoje faço parte de uma empresa de heróis… que é formada por pessoas dos quatro cantos do Brasil, sendo que muitas delas fizeram como eu, deixaram seus lares, seu conforto, seus amigos e familiares, e partiram em busca de algo maior para suas vidas e, conseqüentemente, para o país. Sinto-me um pouco herói também, devo confessar…

Tudo isso me faz acreditar que seremos uma das top 5 de energia do Mundo até 2020, quiçá uma das 2! Lutarei por isso!

Passado o momento desabafo, o momento down e o momento orgulho da mamãe… rsrs… eis que chega o momento mais aguardado… o da zuera!!!

Cara! O Rio é uma mer#$… ô lugar pra instigar o capiau a fazer mer#$! KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

É quente, é bonito, tem muita mulher bonita, tem praia, tem bar, tem a Barra, tem a Lapa… enfim… quer se afundar na farra? Vai pra lá!

Cristo... abençõe esse Rio de Janeiro!

Prédios antigos... muito bonito...

Igreja da Candelária

Isso tudo é potencializado quando se juntam pessoas tão sem noção quanto você… e foi o que aconteceu!

Parecia uma piada… um paulista, um mineiro, um baiano, um capixaba, um sergipano e um japonês que se diz baiano e tem o apelido de negão… sim… esses são os fundadores da OPA, organização sem fins lucrativos que agregam os petroleiros que gostam de uma festa… rsrs

Foi essa turma que fez essa semana ser uma das melhores da minha vida… foi cascaria do começo ao fim! Acho que nunca dei tanta risada na minha vida!

Era xingamento pra lá, tiração pra cá, zuera com tudo e todos… até mesmo com quem não deveria se mexer… enfim… foi demais!

Parecia que a sintonia da “sem noçãozisse” (KKKKKKKKKKKKK!!!) era perfeita…

E essa turma foi pro Paris Café (com participação ilustre de Aluísio, o anfitrião), pro Lapa 40º, enfim… fizemos uma zuera federal, claro, tudo dentro daquilo que podíamos, pois o dia era reservado para a integração, ou seja, compromisso de trabalho sério! (não ria!)

O Paris Café é um lugar bom demais… aconselho para aquelEs que forem para o Rio de Janeiro… deveras salutar! rsrs

Já o Lapa 40º é um bar/boite (balada, para os paulistas) que pertence ao Carlinhos de Jesus. Lá rola um forró pai d’égua às quintas-feiras… mas é naquelas… tem que saber dançar… quem sabe, fatura alto na noite! Hehehehehehehehehehehehehehe!!! (risada diabólica)

Arcos da Lapa

Lapa 40º

Lapa 40º

Como danço tanto quanto sei de física quântica… fiquei de buenas com meu copo de chopp, só pagando pau pra galera que sabia dançar.

Para fechar a semana, peguei uma chopada da faculdade do Aluísio na sexta-feira com ele e o japonês baiano… fui dormir 3h… moído até a alma! O japonês baiano estava tão cansado da zuera durante a semana que dormiu sentado no meio da festa… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Hilário!

Além disso, pude passar por diversos pontos do Rio como a Mangueira, a Lagoa Rodrigo de Freitas e a Vila Mimosa (!?)…

Resumidamente, foi uma semana fodástica… tempo daqueles que guardarei no fundo da mente… levando comigo até o fim dos meus dias…

Despedida da OPA

Vontade de ficar mais um pouco...

Cristo… abençõe o Rio de Janeiro!


NEWS!!!

Fala cambada!

Tudo bem com todos?

Espero que sim…

Pois é… já estou com praticamente 1 mês de vida em Belém e, ao contrário de qualquer bebê nessa idade, ainda não fiz merda nenhuma! (Olha que evolução seus FDP que eu sei que estão loucos pra me zuarem!)

É engraçado e pode parecer piegas, mas sinto ter vivido uns 6 meses nesse tempo tamanha a evolução dos fatos e os acontecimentos… Passei pouco mais de duas semanas na casa do Sêo Odir e da Dona Simone (eternamente grato!), enchi a lata no primeiro final de semana, fui pra Ibiúna, peguei um pouco das manhas no trampo, conheci uma porrada de gente nova, assim como lugares novos, aluguei e mobiliei parcialmente um lar, enfim… uma série de coisas que sintetizam aquela máxima “tudo pode mudar em 1 segundo”… no meu caso… 1 mês.

Pois bem (adoro essa frase!), engraçado ou não, a coisa parece que vai deslanchar pelas bandas de cá…

 

A começar pelo trampo…

Depois de um longo tempo (Ah burocracia! Ah burocracia!), finalmente tenho um computador e um e-mail profissional para trabalhar!

Pode parecer brincadeira, mas hoje em dia é impossível desenvolver hum mísero trabalho decente sem computador e, principalmente, internet… é como estar alheio ao mundo ao seu redor… tipo estar numa redoma, parado no tempo! (OH drama! Tadinho! HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!)

Agora tenho e-mail, laptop, crachá (Ai que orguio ver aquele símbolo verde e amarelo!) e em breve já terei o celular e o carro da empresa… estou sendo levemente sabatinado nesse tempo para, segundo o batismo feito pelo meu chefe, eu assumir a carteira integralmente a partir do dia 01/12… data cabalística que segundo o calendário Maia quer dizer “Sim, meu jovem, agora você está fud%$#!”.

Os objetivos do trabalho me fazem sentir como um explorador… terei um pu%$ mapão na mão, informações colhidas na internet e 1 único objetivo além dos comuns do tipo “resolver B.O. de cliente”: conquistar novos clientes nesse estado chamado Pará.

Parece fácil, mas faz-se ousado quando você descobre que a fronteira com o Maranhão, estado vizinho, está há quase 5 horas de viagem e Belém está no meio superior do Pará!

Além disso, o sul do estado fica beeeem mais perto de Brasília, do que da capital… rsrs… eita país grande esse tal de Brasil!

Viagem é algo que será rotineiro, pelo visto… a começar pela (Morram de inveja!) Integração de 1 semana no Rio de Janeiro (Queimem no mármore do inferno da inveja!) com tudo free! (HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA *risada demoníaca) E com hotel há cinco minutos da praia de Copacabana! (Morreu!?) Meu amigo Aluísio Meldels já deu as coordenadas e é certo Mr. Catra na terça-feira! (Vem que vem que vem quicando!)

Se eu sobreviver, postarei novas e fotos! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

E mês que vem conhecerei Manaus! (Quero descobrir como é aquela por%$ de Zona Franca de Manaus! Se eu não ver aquele pássaro que vem nos eletroeletrônicos, ficarei extremamente desapontado! Sinto como se estivesse descobrindo um Eldorado da vida… rsrs)

 

Na lado pessoal, as coisas também estão se desembestando… estou conhecendo novas pessoas… com destaque para meus vizinhos de kitnet… vai vendo… (RACIONAIS MCs)

Estava lá eu de buenas Sábado a noite… quando meus vizinhos resolvem tomar Red Label no corredor… Até aí, tudo de buenas… eles inclusive foram muito educados, perguntando se eu não me incomodaria com uma mesa no corredor e tals… enfim, muito mais finos que esse que vos escreve…

Bela hora, eu vendo um DVD de animação (UP! – Muito bom esse desenho, recomendo!) no meu colchão inflável (Já até acostumei!) quando aparece o vizinho me chamando pra tomar whisky…

“Po$$&!” – pensei – “Nem vou tomar isso… estou de buenas e preciso arrumar a casa amanhã…”

Mas a carne é fraca e aceitei uma breja… troquei um lero com o pessoal, fiz amizade e já arrumei uns esquemas pra Sexta a noite! Hehehehehehe!!!

 Isso me ensinou uma lição… sempre deixe a porta de sua kitnet aberta!

Agora… fiquei imaginando o que meu vizinho pensou quando me viu deitado, assistindo desenho animado! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

 

Outra coisa boa é que vou começar um MBA! Sim… MBA! Quem diria… rsrs

Farei um MBA em Gestão Estratégica de Vendas pela FGV daqui… aulas presenciais com professores de SP, RJ e DF, uma vez por semana numa Quarta, Quinta, Sexta e Sábado… vai uma bica de grana, mas vale a pena já que tenho tempo… além disso, formação é o caminho pra crescer no trampo… desejem-me sorte, por favooooor!

O curso aborda vendas com foco em retenção de clientes (Mudernidade de vendas! Rsrs) tal que terei aulas sobre tecnologia, marketing, apresentação pessoal, gestão de pessoas, preços e custos e, obviamente, negociação, alma do negócio!

 

Enfim… espero que tudo seja promissor como parece…

 

Que a força esteja conosco! (Star Wars é show!)


Travel to Barcarena

Saudações amigos!

Como todos estão?

Pois bem… esse post é um de tantos que espero ter a oportunidade de ainda postar… é quando trabalho e turismo têm a chance de se misturarem…

Minha área de atendimento compreende quase todo o Estado do Pará, que é imenso, bem maior que São Paulo, por exemplo. Nesse fato, durante as minhas viagens de visitas à clientes é possível que eu me depare com situações ou imagens que mereçam registro, um espaço nos anais da história! Rsrs

Então… foi isso que aconteceu ontem, durante minha viagem à Barcarena, cidade há 1h30 de Belém, tanto de balsa (sim, aqui é comum viajar de balsa!) quanto por rodovia…

A razão principal da minha ida foi conhecer uma base de distribuição que fica nessa cidade, atendendo um grande cliente da minha carteira, porém, o que vi foi de animar esse coração gelado de Sampa…

A viagem de balsa começa saindo de Belém, andando parte do Rio Guamá até chegar numa cidadezinha chamada Araripe… só nesse trecho, já é possível você ter um pouco de noção do que é estar na Amazônia… rios gigantes, florestas e cenários totalmente estranhos para pessoas como eu, antes acostumados apenas com o concreto.

DSC00371

Rio Guamá

DSC00376

Belém... vista do Rio Guamá... láááááá looooonge... rsrs

DSC00382

Araripe... vista também do Rio Guamá...

Enfim… até aí, nada de especial na minha viagem… até aí…

Chegada a hora do almoço, resolvemos (eu e dois colegas de trabalho) almoçar num hotel que fica na Praia do Caripi… meldels (Aluísio, beijomeliga!)… que hotel e que praia…

DSC00388

Praia do Caripi

DSC00392

Bacuri... fruta da Amazônia...

Maravilhosos… experiência única… e essa é apenas uma praia no Pará… kkkkkkkkkkkkk!!!

Para quem deseja saber mais… o hotel chama-se Samaúma… inclusive tem quartos que ficam numa casa da árvore… hehehehehehehehehehehehe!!! Lokomelo!!!

http://www.samaumaparkhotel.com.br

DSC00386

Hotel Samaúma

DSC00387

Hotel Samaúma

DSC00385

Casa na Árvore - Hotel Samaúma

Para fechar essa vista… almocei filé de Filhote (peixe amazônico) grelhado e também com mussarela e molho branco… D-E-L-Í-C-I-A!

Aprovado!

E não saiu tão caro… R$80,00 para três pessoas com direito a Coca-Cola 600mL e uma porção de azeitona com palmito, ou vice-versa… rsrs

Até dormi no carro… de tão bão que foi! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

Eh meus caros… trabalho e turismo… ai que fadiga! rsrs


Potter’s Cave

Fala cambada!

Antes de tudo, obrigado ao Miau, ao Laisão e à Mayra pelos elogios feitos… fico muito contente que estejam gostando do meu blog… eu mesmo fico reticente às vezes… rsrs

Bem… depois de ter ficado quase três semanas morando com os anjos, chegou a minha hora de virar anjo caído e ser jogado do Paraíso à Terra…

Pu%$! Cala a boca muleque! (sim… calei… dramatizei… dramatizei… reconheço!)

Enfim, cortando o melodrama, estou desde quinta-feira passada morando na Potter Caverna, Toca do Fuinho, Ninho do Jaguatirico (Jaguatirica tem ninho!?) ou Casulo do Amor (KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Quem lembra dessa!?)… que nada mais é que uma kitnet simples… hehehehehehehe!!!

Achar meu lar-doce-lar foi uma tarefa complicada… é engraçado como tem kitnet em Belém… tem muita! Não sei se por causa das universidades públicas daqui ou se pelo constante vai-e-vem de trabalhadores de fora, como eu, mas a verdade é que o jornal de Domingo tem uma caralh%$% de anúncio de kitnet… e, como bom químico (é… nem tanto!), farei a fórmula de como achar uma Potter Caverna

PRIMEIRO PASSO (tenho que parar com essa mania exatóide de listar as coisas… e pensar que pensei um dia que o sabiá sabia assobiar e em fazer História) – Filtrar as ofertas – Pois bem… com tantos anúncios em uma cidade tão grande, o negócio foi filtrar aquilo que podia e aquilo que não podia prestar… e lá fui eu, pedindo conselho da galera sobre qual bairro era bom, qual não era, o que tinha por perto, etc etc e etc.

SEGUNDO PASSO – Ligar para as imobiliárias e donos – Feita a primeira filtragem, lá fui fazer 531 telefonemas para agendar visita e o cara&% a 4… e lá veio minha primeira surpresa… olha como funciona uma imobiliária em Belém (como diria Mano Brown, “vai vendo”)… você liga disposto a fazer negócio e gastar $$$… eles explicam sobre o mesmo… você propõe uma visita… ELES PEDEM PARA VOCÊ PASSAR NA IMOBILIÁRIA PARA PEGAR A CHAVE, IR NO LOCAL E, DEPOIS DE VER, VOLTAR LÁ PARA DEVOLVER A CHAVE!

Eu quis morrer quando me propuseram isso pela sexta vez! (momento gay… eu sei…)

Po%%&! Eu não entendo como tem gente que não sabe ganhar dinheiro… maldito boom imobiliário que essa cidade está tendo! Deve estar tão fácil alugar e vender por aqui que o interessado é que tem que se mobilizar… disgusting…

TERCEIRO PASSO – Visitar os locais – Engolido o orgulho próprio e a cólera que me tomou, fui ver a parada nua e crua e, advinhem, decepcionante… lugares bem localizados, mas que o dono não sabe ganhar dinheiro, logo, deixa ao relento… ou às vezes um local que é até bem cuidado, mas que fica escondido ou, pior, é mal habitado… tendo 30 famílias morando lá e o escambau, sem nenhum controle de nada.

QUARTO PASSO – Colocar as mãos na cabeça e pensar alto “FUD#$!” – Acho engraçado como essa palavra expressa nesses momentos a condição de que você é um mero “ser humano ridículo limitado que só usa 10% da sua cabeeeeeça animaaaaaal” (Ouro de Tolo – Raul Seixas)… e quando faz isso, parece que as forças do Universo (cada um tem sua religião e eu sou democrático, mas tirano! Rsrs) sentem pena de você e resolvem lhe ajudar… e foi o que aconteceu…

QUINTO PASSO – Falar para todo mundo que está fo%$ arrumar um lugar pra morar – Um dos caboclos mais sábios que já pisaram nessa Terra de meu Deus (meldels para o Aluísio) foi o que usou a boca pra ir pra Roma (ui!)  e falou pra todo mundo… e é por aí mesmo… comecei a espalhar que não conseguia arrumar uma toca pra morar… e não deu outra, começou a chover indicação!

SEXTO PASSO – Visitar mais lugares – Com as indicações, saí mais uma vez em busca do meu pote de ouro… e a coisa melhorou… depois de achar uma opção bem interessante, fechei o aluguel de outra kitnet que apareceu minutos antes de eu ir assinar o contrato da anterior! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!

Pois bem… a fórmula para achar uma moradia é bem simples… peça indicação para todo mundo! Minha vida seria bem mais fácil se já tivesse feito isso do modo certo antes… rsrs

O lugar é bastante agradável… tem as duas coisas que eu mais prezo numa moradia: BOA LOCALIDADE e BOA HABITAÇÃO… o primeiro porque fica há dois minutos a pé do trabalho (morram de inveja!!!) e o segundo porque é bem arrumado, organizado e as pessoas que moram parecem de buenas… além do dono e dois de seus filhos morarem lá também, o que garante certa segurança!

DSC00350

Cafofo 305

Moro no bairro do Umarizal… na verdade, quase na fronteira esse e o bairro de Nazaré… é um dos melhores bairros de Belém e tem bastante opções relativamente perto (significa até 15min a pé de distância)… tem a Av. Braz de Aguiar, com boas lojas, bares e restaurantes, tem a Catedral de Nossa Senhora da Nazaré, onde tem McDonalds, Lojas Americanas e um esboço de Playcenter, tem dois supermercados grandes e, principalmente, tem duas sorveterias Cairu há 5min de casa… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Além disso, ir para os shoppings e para os pontos turísticos mais conhecidos de Belém é bem rápido.

Depois de falar sobre a cara, falemos sobre a bunda… a kitnet é bem espaçosa… daria para um casal morar sem problemas… tem sala, quarto, cozinha e banheiro devidamente separados… mas claro, tudo pequeno. O valor não é caro, R$500,00 por mês… e por fora, só é paga a luz.

DSC00356

Sala da Potter Caverna

DSC00357

Quarto e Cozinha da Potter Caverna

DSC00359

Cozinha da Potter Caverna

DSC00361

Banheiro da Potter Caverna

Como não tenho muita grana, comprei só o básico cama (colchão inflável para as visitas e colchão box para o capiau que vos escreve), geladeira (para o sorvete e para a breja), microondas (sei lá pra quê, já que prefiro o bom e velho fogão), guarda-roupa, mesa de cozinha e, sim, o fundamental mas não suficiente ventilador! Além disso, só o básico de plástico e tecido… hehehehehehehehehehehehe!!!

DSC00355

Colchão Inflável... para dormir uns 3 dias vai... mas mais do isso, começa a fud%$... rsrs

DSC00362

Potter's Fridge

Mas agora… falarei um pouco sério… quero fechar o primeiro post de maneira séria (eu sei, é raro, logo, prestem atenção!)

Alguém sobre quem eu não falei nesse tempo todo, mas que também foi muito importante… meu pai… não fosse ele me ajudar com conselhos, dinheiro e, principalmente, disposição para correr atrás de hotel, passagem e ajuda dentro da Loja, com certeza eu não teria conhecido o Sêo Odir, com certeza eu estaria todo endividado com tudo e com certeza eu estaria perdido, sem chão…

Pai, muito obrigado por tudo o que tem feito… valeu mesmo! Esse post é seu!


Potter’s New Life

Salve salve galera!

Antes de tudo, Ibiúna foi um sucesso… assim como seu post… hehehehehehehehehehehehe!!!

Obrigado a todos que estão acessando e mandando seus comments… fico feliz por ver que não tem sido em vão e, até mesmo, interessante para algumas pessoas.

Uma coisa que o povo tem me perguntado constantemente é talvez algo que eu já teria que ter postado há muito tempo: “Como eu estou?” Isso é uma boa pergunta… que talvez possa ser ajudada por tudo o que eu já postei anteriormente.

Dou graças a Deus por ter sido recebido pelo Sêo Odir e pela Dona Simone (vide post anterior)… porque se não fossem eles, com certeza eu já teria gastado horrores (estimo uma economia de uns R$ 1.500,00) e, além disso e o mais importante, não poderia ter tido a calma para selecionar um bom lugar para morar (próximo post: Potter’s Cave) e também para comprar tudo aquilo que de fato necessitava.

Depois de pouco mais de duas semanas, já estou morando sozinho (QUALIDADE DE VIDA = MORAR HÁ 2 MINUTOS DO TRABALHO)… já estou engrenando no trabalho e, principalmente, já estou começando a fazer amizades…

 

Primeiro, sobre morar sozinho… isso é algo que não me incomoda porque estou acostumado, visto os quase 5 anos que passei morando em Sampa e viajando horrores (sem brincadeira, se minhas viagens rendessem milhagens, já poderia ir e voltar da Europa sem problemas… rsrs).

A questão da solidão é algo discutível… concordo bastante com uma reportagem publicada na ISTOÉ da semana passada… a pessoa que mora sozinha e, até mesmo não namora ou casa, não é uma pessoa reclusa, anti-social, etc… pelo contrário… tem amigos, tem vida social ativa e é exatamente isso que não me permitu bater a solidão nesses tantos anos anteriores.

O lado bom de estar só nesse momento é que isso me permite estar focado no trabalho e no meu crescimento profissional.

Não escondo… serei o químico mais reconhecido do Brasil, e tenho dito! Para mim, o céu é o limite!

 

Pegando o gancho do trabalho… a coisa começou um pouco devagar… talvez pela burocracia natural do nosso País e seus órgãos, porém, nessa semana a coisa tomou corpo… em breve estarei com celular, laptop e carro… e já tenho acesso à rede da empresa… inclusive já tenho e-mail profissional!

Tem algo que me interessa muito… é a possibilidade de poder viajar bastante, conhecer lugares diferentes (meeeeesmo!!!) do interior do Brasil e, até mesmo, capitais como Manaus, Porto Velho, Macapá e Rio de Janeiro.

Minhas atividades prometem… desenvolvi um trabalho do qual meu gestor gostou muito… e isso pode me possibilitar ter 5 minutos de apresentação dentro da reunião regional anual… pode parecer pouco, mas para quem só terá até lá 3 semanas de empresa, pode ser um excelente início!

Estou motivado!

Sinto que terei desafios constantes por aqui e parece-me que minha gestão é justa e honesta, o que me agrada deveras… rsrs

 

Financeiramente, acho que enfim encontrei minha independência… espero vender logo o Valente (sentirei saudades) para quitar todas as minhas dívidas “pós-descobrir que iria para Belém” com móveis, passagens aéreas, laptop e enfins… agora, descobrir que todo mês terei quase R$2.000,00 sugados do meu salário é FO$%!!!

Governo FDP!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

 

Ainda não consegui “desbravar” Belém como gostaria… além de trabalhar, é bem complicado andar na rua durante o dia… o calor é insuportável para pessoas calorentas como eu… rsrs… quando vier o carro, estarei bem pautado para explorar todo o turismo e belezas dessa cidade e adjacências (gostou, né!?)… mas o que tenho visto é bastante agradável e os pontos são bem conservados, movimentados, enfim.

belem

Belém

Ver-o-Peso

Mercado do Ver-o-Peso

O que eu quero ver logo em breve também é a praia de Alter do Chão, que fica próximo à Santarém, cidade no sul do Pará… segundo o The Guardian, é a mais bonita do Brasil e umas das mais do Mundo! Fica há 1h de avião (de carro… 12h dada as dificuldades de se chegar!!!) e é perto de Parintins… onde rola o Boi Bumbá. Se pá (paulistês), vou pra lá no ano que vem!

alter_chao1

Alter do Chão

parintins_3_300

Festa de Parintins

 

Como disse antes, o social é o que permite aliviar as saudades de SP… e graças a Deus eu tenho conseguido me socializar muito bem no trabalho… o que já tem me rendido convites para bares, baladas e afins no final de semana… Hehehehehehehehehehehehehehe!!! (*risada demoníaca*)

 

Em breve quero postar fotos daqueles que poderão se tornar meus amigos (cumparsas de copos, homens e mulheres) em Belém!

Enfim… isso é apenas um pouco da nova vida do Potter Sra. Cotia Super Senhor do Bonfim!

Abraço para todos!


Ibiúna Fuck Fest II

“Se eu não fizer uma estupidez, perco a graça da existência”

Potter (minutos antes de confirmar a compra de suas passagens)

Fala cambada!

Tudo “in riba”?

Eh… até agora, todos os meus posts têm falado a respeito de Belém… mas acho proprício abrir espaço para falar sobre o evento “quase-trimestral” de maior impacto na economia da pequena cidade de Ibiúna, no interior paulista.

DSC00251

Ibiúna

Sim… falamos do Ibiúna Fuck Fest II… que apesar do nome, fuck quem quer… rsrs  ;-P

DSC05565

Huuuuuuummmmmmm!!! Fuck Fest, né!?

Mas você pode me perguntar… “What fuck is Ibiúna Fuck Fest?” (em inglês prosaico) – “Mas que po%%& é essa de Ibiúna Fuck Fest?” (em bom e velho brasileirês).

Como estudante de exatas que fui, acho que listar os prós e contras é a melhor maneira de se fazer uma análise do lucro de um bem não tangível (jogue no Google)… lá vai:

LISTA DE BENEFÍCIOS DO IBIÚNA FUCK FEST

1 – Você gasta R$70,00, em média o que se gasta em uma balada de nível médio, para 3 dias de…

2 – Ficar sem arrumar cama

3 – Ficar sem limpar nada, senão o próprio corpo (Diego diverges)

4 – Comer do bom e do melhor, incluindo churras everyday, macarrão, creme de alho, arroz, feijão, pão de forma com queijo e ovo, pão de queijo, outras guloseimas que a D. Silvana sempre faz para nos agradar

5 – Beber do bom e do melhor do destilado, incluindo Tio José (não do arroz, da Tequila!), Smirnoff (onde foi parar aquela po$$%!?), Brahma (com 5% de contaminação de Antarctica Sub-Zero e Itaipava), Whisky Grant’s e, para os menos afortunados de fígado, Coca-Cola, Fanta e demais bebidas demoníacas que, assim como a água, fazem mal deveras

DSC00323

Champagne with Mano James' Ass

DSC05903

Bricks of our last Babel's Tower

DSC05968

Só escolheram o garoto propaganda errado! KKKKKKKKKKK!!!

DSC05909

Tio José e seus sobrinhos

6 – Ficar em um sítio com toda a estrutura que a zuera insana requer… piscina, quadra, salão de jogos, “n” camas e diversos banheiros, etc… onde tudo é permitido até o Mano James (the owner) ficar pu%& da vida como nunca vi antes e barrar o excesso de insanidade que permeia tanto a genialidade quanto a loucura

DSC05725

Heaven's Door

DSC00254

Inside the Heaven

7 – Estar entre amigos, todos dispostos a causar, causar e causar mais um pouco

DSC05610

Roll man! Roll!

DSC00348

Peeeeeega!!! Peeeeega!!!

DSC05650

Vai pra piscina morena... vai!

DSC00346

"Well, shake it up baby, now..."

8 – Dar muita risada

9 – Guardar fotos e vídeos bizarros que lhe farão dar risada (ou se arrepender) até o final da sua vidas

10 – Fazer H-I-S-T-Ó-R-I-A, muita história!

DSC05576

Modelos internacionais... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

DSC05745

Hum... sei... sei!

DSC05767

A cena gay mais gay de todos os tempos gays!

LISTA DE MALEFÍCIOS DO IBIÚNA FUCK FEST

1 – Terminar, o que traz um a sensação de miséria da vida humana que faria Bacco secar de tanto chorar… KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!

 

Sim meus caros… 10×1 novamente é uma goleada… isso diz porque é Ibiúna FUCK FEST… é porque é fo#& de verdade!

 

Muitas coisas interessantes aconteceram nesse Ibiuna Fuck Fest II… a destacar:

1 – Mano James atingiu o Nirvana do ódio, ao ver seu sítio ir para o chão durante uma simples brincadeira de jogar o amiguinho na piscina

2 – O Gu bateu seu recorde de falação, atingindo 15 minutos de diálogo com os demais

DSC05827

Super Senhor do Bonfim, Duka ainda sóbrio e Gu Social Man

3 – Ieeeeeeeelpo!!! bateu o recorde de estilo, indo com sua barba deveras bonita

4 – Duka bateu seu recorde de sobriedade, mantendo-se (66,6895+-0,0001)% do tempo, segundo o tira-teima da Globo

DSC05789

Duka nos seus 30 e poucos porcento de Duka

5 – Surgiu um novo super-herói brasileiro, Super Senhor do Bonfim

DSC05811

Super Senhor do Bonfim... o paladino dos baianos!

6 – Conseguimos o registro mais gay de todos os anos que vivemos juntos ou separados

DSC05766

Isso foi tão gay que vale a pena dar um zoom!

7 – Ibiuna nunca foi tão FUCK como dessa vez… hehehehehehehehehehe!!!

DSC00308

HEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHEHE *risada demoníaca*

Pensando nisso e fazendo uma conta simples… acho que gastar R$750,00 para estar junto a pessoas que amamos e fazendo coisas que amamos não é algo tão absurdo assim… pode ser engraçado, louco e, como diz o primeiro escrito desse post, estúpido…

Mas penso ser também uma oportunidade única para relaxar, desligar-se do mundo, curtir a vida ou, simplesmente, VIVER.

Aos meus amigos, o brinde da minha vida!

DSC05974

Meus amigos...


PARÁ’S DICTIONARY – UPDATED VERSION!

Fala galera!

Como andam as coisas por aí?

Por aqui, só digo três palavras: QUENTE PRA CAR%$&!!!

Isso é quente…

Santos é frio… Belém é quente!

Há quem diga por aqui que Manaus é pior… acho então que fica há uns 2Km do Inferno!

E digo mais! O Inferno é na Amazônia! KKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Sou um gênio do besteirol!

Pois bem… depois de expressões peculiares como “ÉGUA” e “PAI D’ÉGUA”, trago 3 (eu disse T-R-Ê-S!!!) novas que aprendi por aqui… lá vai…

 

Sexta Palavra – TUBÃO

Definição Formal do Vocábulo: Aumentativo informal de tubo, que segundo o dicionário é: s.m. Canal cilíndrico, reto ou curvo, pelo qual passam fluidos, líquidos etc.; cano: tubos de água. / Canal ou conduto natural: tubo digestivo. / Botânica. Parte inferior e tuberosa dos cálices gamossépalos ou das corolas gamopétalas. / Química. Nome comum a diversos vasos cilíndricos de vidro, retos ou recurvados, que se usam nos laboratórios para vários fins. / Física. Canal cilíndrico, ordinariamente de vidro, e que constitui o reservatório e a parte principal de um barômetro, de um termômetro ou de um manômetro. // Tubo acústico, tubo longo que serve para transmitir o som à distância. // Física. Tubo de Crookes, de Coolidge, aparelhos produtores de raios X. // Entomologia. Tubo de Malpighi, qualquer das vias urinárias dos insetos. // Bras. Gír. Os tubos, muito dinheiro: ganhar os tubos; gastar os tubos.

Definição Informal do Potter: Cano largo e comprido. (UI!)

Comparativo paulista: Soco; Porrada; Escatiripapo (essa eu já ouvi, mas zuei… nunca ouvi em SP… rsrs).

Aplicação:

Informal do Potter: “Vou dar um soco naquele cara!” (referindo-me ao fdp atrasado do item 3 – vide “CABOCLO”)

Paraense: “Vou dar um TUBÃO naquele CABOCLO!” (referindo-se ao fdp também atrasado, também do item 3 – vide também “CABOCLO” rsrs)

 

 Sétima Palavra – PAPA-XIBÉ (OU XIBÉ, somente)

Definição Formal do Vocábulo: Não tem! Não tem! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!! Mas é uma mistura de água com farinha de mandioca onde se pode adicionar várias coisas como camarão, charque, alho e, acreditem vocês, AÇAÍ (já aviso que  para um Paraense, tudo vai bem com açaí… tudo eles querem misturar com açaí e farinha d’água *farinha de mandioca em flocos esféricos)

Definição Informal do Potter: Algum dos diversos papas da Igreja Católica Apostólica Romana (vulgo Igreja Católica)… como Papa João Paulo II, Bento XIV e outros mestres na arte do papado.

Comparativo paulista: Xulamente, seria um mingau.Segundo algumas versões paraenses, dá pra fazer Viagra com isso… mas ninguém é besta de afirmar que farinha e água anima o “garoto”… mas já provaram que farinha e água não é bom anticoncepcional!

Aplicação:

Informal do Potter: “Não vou tomar essa po%%& de mingau!” (Verdade absoluta )

Paraense: “Não vou tomar esse Xibé!” (Paraense sem fome… ou sem açaí! KKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!)

 

Oitava Palavra – CABARÉ DA NOKA

Definição Formal do Vocábulo: Putz… sem chance…

Definição Informal do Potter: Putero da Dona Noka, que deve se chamar Josicleyde Maria Aparecida da Silva.

Comparativo paulista: Bagunça; Lotado; Socado de gente.

Aplicação:

Informal do Potter: “Po%%&! Esse metrô está socado de gente!” (Na Estação da Sé, 18h30 de uma Sexta-Feira)

Paraense: “ÉGUA! Esse ônibus está um CABARÉ DA NOKA!” (No ônibus, na Avenida Alcindo Cacela, entre a João Balbi e a Gov. Malcher… *outra dica… sempre que vier para cá e precisar se localizar, pegue a altura do seu endereço como sendo entre um lugar e outro… as avenidas aqui são bem extensas. Jamais diga que quer ir na Alcindo Cacela número 1341… ninguém vai ajudar porque ninguém saberá!)

P.S.: Ouvi essa expressão, tentei procurar na net e não achei nada a respeito… de repente nem é característico do Pará… mas achei valer a pena relatar… rsrs

 

Nona Palavra – PLOC

Definição Formal do Vocábulo: Não tem também! Esse dicionário é péssimo! Consideremos uma figura de linguagem que não me lembro qual é na qual uma palavra representa um som… tipo PLOC! (Bolha de chiclete estourando)

Definição Informal do Potter: Chiclete.

Comparativo paulista: Prima; Put&.

Aplicação:

Informal do Potter: “Cuidado com aquele lugar… só dá put&!” (Eu, dando um alerta amigo para alguém que deseja conhecer a Av. Augusta a noite)

Paraense: “Meu irmão… cuidado com as PLOCS! Elas se oferecem na cara dura!” (Paraense alertando o Potter,  durante sua passagem pela Estação das Docas, ponto turístico gringo da cidade)

 

Éééééé estimados  amigos… já dizia algum sábio bêbado que viver é aprender… e de fato estar em Belém é isso… é aprender a passar calor que nem homem… é aprender sobre uma nova cultura… é aprender sobre uma nova culinária (boa idéia para um futuro post,  não!?)… mas sobretudo, aprender que esse Brasil guarda lugares interessantíssimos, com pessoas interessantíssimas! Isso é Belém… isso é Pará!


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.